Dança Tahura, Moçambique

mapa

Hoje, “vamos” para Montepuez, distrito pertencente à província de Cabo Delgado. Ao norte do distrito está Mueda, a oeste estão os distritos de Marrupa e Mecula – ambos da província do Niassa -, a sul de Montepuez estão os distritos de Balama, Chiúre e Namuno e a leste os distritos Ancuabe e Meluco.

A dança tradicional de Montepuez, mais especificamente de Nanhupu, chama-se Tahura. Ela é considerada pelos habitantes bastante antiga. Na língua makhuwa, tahura significa “batuque grande. Essa língua é de origem bantu e falada por, aproximadamente, 2,5 milhões de pessoas em Moçambique. Ela é dançada tanto por homens como por mulheres, ambos adultos.

As vestes são compostas por um pano envolvido pelo corpo que fica como se fosse uma saia, uma camisola interior e um lenço branco e um cinto. Nas pernas, mais na altura do tornozelo, os dançarinos colocam chocalhos para reproduzirem sons conforme as batidas dos pés no chão. Todos os dançarinos se posicionam em círculo com alguns objetos nas mãos, como machadinhos , enxadas ou paus. Como é do nosso conhecimento, toda dança tradicional em África tem um motivo pelo qual é realizada.

No caso da Tahura, ela é para situações que envolvem funerais, rituais de iniciações e no período das colheitas; e sempre acontece à noite. No período de colheita, o chefe da aldeia prepara o colhimento dos produtos que fazem otheka, um tipo de cerveja local de fabricação caseira. Eles bebem e dançam a noite inteira como forma de comemorar as colheitas. A festa também é para a intenção de agradecer os espíritos por terem proporcionado essa conquista.

Os instrumentos usados na tahuna não poderiam deixar de ser os de batuque: um tahura grande, likuti, um nikoni e um ntxuntxu e nas canções são representados o dia a dia social e econômico da comunidade.

Fontes:

Wikipédia

Omniglot

MMO

Advertisements

25 de Maio. Dia de África

maeAfrica

Hoje, comemora-se o Dia de África. Essa data surgiu em razão de uma reunião realizada a 25 de maio de 1963 que chefes de Estados africanos fizeram para se libertarem da subordinação de outros países que estavam colonizando o continente. Nesse encontro, fundaram a OUA – Organização da Unidade Africana -, hoje conhecida como União Africana. Em 1972, essa reunião foi reconhecida pela ONU e passou a ser simbolizada a luta dos africanos pela sua independência. Segundo a UNESCO, há o Dia da África ou Semana da África: 25 de maio ou a semana toda. Nessas datas, os africanos e admiradores do continente procuram realizar eventos nos quais é destacada a diversidade do patrimônio cultural e artístico que o continente tem. Aqui no Brasil, a comemoração é muito importante para promover a influência que África teve na construção da cultura brasileira e enfatizar a relação que os dois têm.

4-africa Continente Africano

Infelizmente, muitas pessoas, desconhecidas sobre assunto África, pensam que lá só tem guerra, fome e tristeza. Mas graças a Deus essas pessoas estão enganadas. África tem coisas lindas e maravilhosas para nos apresentar, basta voltarem os olhos também para esse lado positivo que o continente nos oferece. O continente possui uma das maiores diversidades culturais do planeta. Quando digo África, estou falando do continente, pois ainda existem pessoas que pensam que lá é um país, talvez haja aí uma confusão (ou falta de atenção) com o país africano chamado África do Sul. Vejam quais países fazem parte do continente africano:

1 África do Sul – Pretória (executiva) / Bloemfontein (judiciária) / Cidade do Cabo (legislativa)
2 Angola – Luanda
3 Argélia – Argel
4 Benim – Porto-Novo (constitucional) / Cotonu (sede do governo)
5 Botswana – Gaborone
6 Burkina Faso – Ouagadougou
7 Burundi – Bujumbura
8 Cabo Verde – Praia
9 Camarões – Yaoundé
10 Chade – N’Djamena
11 Comores – Moroni
12 Costa do Marfim – Abidjan
13 Djibouti – Djibouti
14 Egito – Cairo
15 Eritreia – Asmara
16 Etiópia – Adis-Abeba
17 Gabão – Libreville
18 Gana – Acra
19 Guiné – Conacri
20 Guiné Equatorial – Malabo
21 Guiné-Bissau – Bissau
22 Gâmbia – Banjul
23 Lesoto – Maseru
24 Libéria – Monróvia
25 Líbia – Trípoli
26 Madagáscar – Antananarivo
27 Malawi – Lilongwe
28 Mali – Bamako
29 Marrocos – Rabat
30 Mauritânia – Nouakchott
31 Maurícia – Port Louis
32 Moçambique – Maputo
33 Namíbia – Windhoek
34 Nigéria – Abuja
35 Níger – Niamey
36 Quénia – Nairobi
37 República Centro-Africana – Bangui
38 República Democrática do Congo – Kinshasa
39 República do Congo – Brazzaville
40 Ruanda – Kigali
41 Senegal – Dakar
42 Serra Leoa – Freetown
43 Seychelles – Victoria
44 Somália – Mogadíscio
45 Suazilândia – Lobamba (real e legislativa) / Mbabane (administrativa)
46 Sudão – Cartum
47 Sudão do Sul – Juba
48 São Tomé e Príncipe – São Tomé
49 Tanzânia – Dar es Salaam (administrativa) / Dodoma (oficial)
50 Togo – Lomé
51 Tunísia – Tunis
52 Uganda – Kampala
53 Zâmbia – Lusaka
54 Zimbabwe – Harare

O continente está dividido da seguinte maneira: África Branca, ao norte, onde se encontram os povos causasoides e semitas; e na África Negra ou África Subsaariana, ao sul do Deserto do Saara, estão os pigmeus, bosquímamos, hotentotes, sudaneses e banto. E, por ser tão extensa, a África é dividida por regiões: África Oriental, África Ocidental, África Setentrional, África Central e África Meridional. UAU, é grande mesmo! Ao todo, são 54 países que compõem o continente. Imaginem a riqueza cultural que eles têm! Em razão dessa diversidade, há milhares línguas diferentes.

civilizaes-da-frica-antiga-4-638 O mapa cita apenas alguns países, mas é muito mais do que isso. Veja lista anterior.

Nós, brasileiros poderíamos dar mais atenção a esta data comemorativa, já que somos descendentes, muito da nossa cultura tem raiz africana, palavras em nosso vocabulário tem origem africana. Os africanos foram a maioria a habitar o Brasil para a sua construção; de uma maneira triste, sim, mas pensando no lado positivo da situação, vejam quanta riqueza cultural nós herdamos desse povo tão maravilhoso. Infelizmente, há pessoas que não reconhecem essa herança com orgulho ou nem mesmo a reconhecem como tal, mas não tem como negar que grande parte do que temos hoje no Brasil veio de África: comida, palavras, samba, jeito de ser, religiões, etc.

As religiões tradicionais africanas englobam manifestações culturais, religiosas, espirituais e indígenas no continente africano As religiões tradicionais africanas englobam manifestações culturais, religiosas, espirituais e indígenas no continente africano

Quando falo que admiro a cultura africana, muita gente fica horrorizado ou ironiza, às vezes sinto uma raivinha da atitude, mas depois penso que pessoas ignorantes e que não respeitam a opinião alheia costumam ter esse tipo de comportamento e, nesse momento, é que me sinto mais dona de minhas escolhas e minhas opiniões. Mesmo não sendo africana, sinto-me incomodada com alguns tipos de comentários, mas aí mais uma vez penso que geralmente as pessoas que o fazem não tem base de conhecimento para isso, falam pelos cotovelos e pelo que nossa mídia deficiente apresenta. Inclusive, por causa dessa admiração é que foi criado o Coração Africano, a fim de propagar um pouco da riqueza cultural que um continente tão extenso, mas tão esquecido tem e poucos sabem. Claro que quem quiser colaborar com o blog será muito bem-vindo também.

Não é possível colocar foto de TODOS os países, mas deixarem registradas aqui as imagens de algumas cidades africanas.

Abidjan, capital económica da Costa do Marfim Abidjan, capital econômica da Costa do Marfim

Acra – Gana Acra – Gana

Argel, Argélia Argel, Argélia

Camarões - Yaoundé Camarões – Yaoundé

Etiópia (Addis Abeba) Etiópia (Addis Abeba)

Guiné-Bissau - Bissau Guiné-Bissau – Bissau

Luanda, Angola Luanda, Angola

maputo Maputo, Moçambique

Praia, capital de Cabo Verde Praia, capital de Cabo Verde

Pretoria, África do Sul Pretoria, África do Sul

Quénia - Nairobi Nairóbi, Quênia

FONTES:

InfoEscola

ONU

UNESCO

As belezas da Praia do Bilene, na província de Gaza (Moçambique)

BILENE - vista 33_resize

Bilene é um dos vários distritos que fazem parte da província de Gaza, em Moçambique. Está a sudoeste de Gaza, faz fronteira com o sul do rio Incomáti, ao lado este está o oceano Índico, norte estão os distritos de Xai-Xai e Chibuto e a oeste os distritos de Chókwè e Magude. O distrito é conhecido por Praia do Bilene ou apena Bilene, fica a 145 quilômetros da Capital do país, Maputo. O turismo é o ponto mais forte da economia, pois, inclusive, por ser perto de Maputo torna o acesso mais possível para quem vai visitar o local. Os turistas procuram bastante por essa praia em razão da sua beleza. As águas são cristalinas e a areia branquinha. A praia do Bilene é bastante conhecida também porque nela se encontram as tartarugas coriácea (nome científico Dermochelys Coriácea), uma das maiores espécies no mundo. Outra forma de lazer também é a prática de vários esportes aquáticos, como moto 4, windsurfe, canoas, ski e mergulho.

5652726_08s3l Bilene-100560 bilene-gallery_(2) praia-do-bilene-4 tartaruga-marinha

FONTE:

Viajar Moçambique

Wikipedia

13 de Maio: a luta continua.

Vale a pena a leitura

13 de Maio, uma data que nos jogou ao léu

Negro Soul
(Poesia de Luiz de Jesus)

Sou negro, sou alma, sou vida
Sou fruto da semente germinada
Cultivada e regada
Com lágrimas sofridas

Sou negro, sou esperança, sou história
Sinônimo de raça
Expressão de graça
Símbolo de glória

Sou gen de uma raça
Que tentaram extinguir
Contra o vírus do racismo
Lutei e estou aqui

Sou negro, sou fato, sou um ser
Tenho alma, sou humano
Frustrei todos os planos
De tentar me dissolver

Não sou uma pele negra
Nem tão pouco uma cor
Sou negro, sou gente
Que ama e quer amor

Como negro que sou
Trago marcas do passado
Mas deixo marcas no presente
Me projeto pro futuro, me libertando das correntes

Há quem diga
Que o tronco, a senzala
Hoje é memorial
Navio negreiro, foi um transporte infernal

Sou um negro, no tronco da demagogia
Levando chibatadas de hipocrisia
Preso na senzala da indiferença
E transportado no navio da ofensa

Sou um negro, atrás da minha liberdade
Sou crioulo, sou um negro de verdade
Negro soul

Gaza, Moçambique

mapa_gaza Mapa de Gaza

Gaza é uma província moçambicana, localizada ao Sul do país. Sua capital se chama Xai-Xai e fica próxima à capital de Moçambique, Maputo. A província faz fronteira com o norte de Maputo, sul de Manica, leste de Inhambane e com o Oceano Índico e ao seu lado oeste, faz divisa com o país África do Sul. Os distritos que compõem a província de Gaza são: Bilene, Chibuto, Chicualacuala, Chibugo, Chókwè, Guijá, Mabalane, Manjacaze, Massangena, Massingir, Xai-Xai (distrito) e Xai-Xai (Cidade). Segundo o Portal do Governo, a província tem uma área de 539 km²; e o Censo de 2007 informou um total de 1.219.013 habitantes. Não são muitas informações disponíveis sobre Gaza, portanto o Portal do Governo disponibilizou dados de há 10 anos sobre cada distrito que faz parte dessa província, e o Coração Africano vai apresentar esses distritos com posts individuais para cada um deles. Até breve!

Distritos de Gaza  Distritos de Gazamapamundi.com.es mapa de africa politico  Continente Africano

Moçambique político Mapa de Moçambique

FONTES:

Portal do Governo de Moçambique

Mapa Distritos de Gaza – Portal do Governo

Wikipédia

DJ Oskido ft. Candy – Tsa Mandebele (África do Sul)

Em uma das visitas diárias nos grupos que participo no Facebook, encontrei os vídeos abaixo. E, a partir de então, vi sei lá quantas vezes de tanto que gostei. A língua na qual estão cantando ainda não descobri, mas é sul-africana, o ritmo e o visual me deixaram extremamente encantada. Descobri que essa música, em sua versão original, já foi eleita como a Canção do Ano na África do Sul, em 2012, pela audiência do Sul Rádio Africano. Em 2013, o DJ Casa / Kwaito teve a ideia de reproduzi-la remixada e cantada por crianças, que mostram suas habilidades na hora de dançar. No vídeo também há a participação de alguns integrantes do Soweto´s Finest Dance Crew, um grupo de dança da África do Sul. A música se chama Tsa Mandebele, foi produzida pela Gorilla Films e tem como diretor Oskido, Sayitshemi Mdakhi & Nicky Campos.

CONFIRAM!!!

Vídeo Original

Vídeo remixado com a participação de crianças

FONTES:

Jusi I Love

The Soweto´s Finest Crew

Monumento aos Mortos da Grande Guerra – Maputo (Moçambique)

IMG_6488

Esse monumento da foto se chama o Monumento aos Mortos da Grande Guerra. Ele se encontra na Praça dos Trabalhadores, em frente à estação dos Caminhos de Ferro, foi inaugurado dia 11 de novembro de 1935 em memória aos mortos da 1ª Grande Guerra. Seu escultor se chama Ruy Roque Gameiro e foi feita com blocos de granito.

2009_Praça_dos_Trabalhadores_Maputo_Mozambique_3857861679

Nessa arte, pode-se perceber que há quatro relevos, eles representam o esforço e sacrifício dos moçambicanos que morreram pela pátria na guerra. Sobre os blocos de granito há uma figura de uma mulher com escudo e gládio simbolizando a pátria.

Foto Teresa Cotrim - Pormenor do Monumento aos Mortos da Grande GuerraTeresa Cotrim – Pormenor do Monumento aos Mortos da Grande Guerra

Segundo contos orais dos moçambicanos, esse monumento também conta a história de uma senhora que salvou a população. E tudo aconteceu da seguinte maneira: havia uma cobra que ficava em cima de uma árvore situada nesse local onde está a estátua. Quando as pessoas passavam, o animal picava suas cabeças causando a morte delas já que a cobra era venenosa. Essa senhora teve uma grande ideia para acabar com essa cobra que aterrorizava a população. Ela preparou um tipo de papa (cozido de farinha mesmo), colocou a panela na cabeça com a papa ainda muito quente e passou pelo local onde a cobra estava. E quando o animal fosse picá-la, entraria em contato com a papa quente e morreria.

praça mc mahon - estátua reduz

Fonte:

Sul África Blog

Sapo

Previous Older Entries